Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LER

Livros. Notícias. Rumores. Apontamentos.

Dulce Garcia na Planeta.

A jornalista Dulce Garcia é a nova editora de ficção da Planeta. Membro da equipa fundadora da Sábado, formada no ISCSP, escreveu também no Diário Económico, Correio da Manhã, MáximaGQ, entre outras publicações. É autora do romance Quando Perdes Tudo Não Tens Pressa de Ir a Lado Nenhum, publicado pela Guerra e Paz. A Planeta é uma editora do Grupo Planeta, um dos maiores grupos de comunicação do mundo, com sede em Barcelona.

Europa está a perder cada vez mais qualidades.

Depois das excelentes notícias já do ano passado sobre os resultados obtidos a matemática no Trends in International Mathematics and Science Study (TIMSS) — que avaliou o desempenho dos alunos do 4.º (e do 8.º ano) de escolaridade a matemática e ciências e em Portugal ocupou a 13ª posição entre 49 países  —, chegaram agora os resultados em leitura e interpretação. Aqui, Portugal não só piorou o desempenho como foi o país da Europa que mais caiu. Mas, note-se, ao nível da Espanha, e ainda acima da França e da Bélgica. Ou seja, a Europa está a perder cada vez mais qualidades.

Jean d’Ormesson: o adeus de um grande cavalheiro das letras

© AFP PHOTO / JOEL SAGET

Jean d’Ormesson morreu na noite de 4 para 5 de dezembro de ataque cardíaco aos 92 anos. 

Evocação de Josyane Savigneau, no Le Monde. Entrevista no Le Figaro. [«J'ai écrit mon premier roman pour plaire à une fille»], outra no Le Figaro [«Il y a toujours des larmes, mais toujours de l'espérance»], perfil do escritor publicado pelo Libération e na Lire / L’Express. Ler ainda sobre a entrada de Ormesson no restrito grupo da Pléiade; os maiores de 80 dão-nos lições de sabedoria [Les plus de 80 ans nous donnent des leçons de jeunesse], no L’Express; Jean d’Ormesson em sete livros, no Le Point; e ainda a entrevista a Marianne Payot, no L’Express [«Je suis un spectateur engagé»].

Actualização às 11:20: texto da Lusa, no Observador.

Maria Teresa Horta recusa prémio Oceanos

Foto Natacha Cardoso / Sábado

 

A poetisa recusou o prémio de quarto lugar, bem como a remuneração de 4.000 euros. «Faço-o por respeito pela Literatura, meus leitores, e sobretudo pelo respeito que devo a mim própria e à minha já longa obra», justificou. As notícias retiradas da imprensa:

Maria Teresa Horta rejeita Prémio Oceanos — no Público.

Maria Teresa Horta recusa Prémio Oceanos por ter ficado em quarto lugar ex-aequo — no Observador.

Maria Teresa Horta rejeita prémio literário Oceanos — na Sábado.

Ana Teresa Pereira grata e feliz por vencer prémio literário Oceanos — no Diário de Notícias do Funchal.

Quarta colocada do Oceanos, Teresa Horta recusa prémio — no O Globo.

Escritora Maria Teresa Horta recusa Prémio Oceanos — no Diário de Notícias.

Artigo de opinião de Inês Pedrosa no blogue Delito de Opinião.

Carta de Inês Pedrosa ao Público.

Maria Teresa Horta: “Não aceitei o prémio porque sou livre” — na Sábado.