Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

LER

Livros. Notícias. Rumores. Apontamentos.

Passos, Eucanãa e Moscovitch

O 13.º Prémio Portugal Telecom foi ontem anunciado em S. Paulo (22h00 de Lisboa) – e atribuído, na categoria de ficção, a José Luiz Passos, autor de O sonâmbulo amador (Alfaguara Brasil), que dedicou a o prémio aos seus alunos e a «todos os imigrantes que mantêm a língua [portuguesa] viva». O autor é pernambucano, mas mora nos Estados Unidos há 18 anos e, atualmente, dá aulas de literatura luso-brasileira na Universidade da Califórnia. Além do prémio de ficção, foram distinguidos Eucanãa Ferraz e Cíntia Moscovitch, nas categorias de poesia e conto, com os livros Sentimental (Companhia das Letras) e Essa Coisa Brilhante Que é a Chuva (Record). 


Notícia desenvolvida no Estado de São Paulo.


Nota: mais uma vez, nos repertórios sobre o Prémio PT, a imprensa portuguesa distingue-se pela sua habitual ignorância e preguiça. Poucos orgãos de informação acrescentaram, à informação sobre o prémio de ficção, a existência de prémios noutras categorias. Depois, queixam-se dos mercados...