Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LER

Livros. Notícias. Rumores. Apontamentos.

Sai do caminho, JK Rowling!

Conhecem?, ô, ô.

 

Isto é uma guerra literária mortal, não um torneio de esgrima com respeito pela gramática. Lynn Shepherd (suspeita-se que aquela cor de cabelo não é nada natural), autora de policiais (um interessante Crime em Mansfield Park), acaba de lançar um dardo contra J.K. Rowling, a autora das histórias de Harry Potter. Mais ou menos isto: «Se está assim tão preocupada com a literatura, pare já de escrever.» Lynn Shepherd diz que Rowling é um eucalipto que seca tudo à sua volta – não se refere a Harry Potter mas a Uma Morte Súbita e a Quando o Cuco Chama, assinado por Robert Galbraith, pseudónimo. É um pouco absurdo o pedido: Rowling não precisa de dinheiro, nem de fama, nem de mais livros, ao contrário de outros escritores que têm uma sede desesperada dessas coisas; se quiser escrever histórias para crianças, tudo bem – mas não venha estragar o mundo da gente crescida: «É tempo de dar a outros autores algum espaço para respirar.» A literatura também anda muito perigosa, anda.

Chuva literária.

Uma bela ideia: David L. Ulin, crítico no Los Angeles Times, pergunta-se sobre «como chove na literatura sobre LA». Será a chuva assim tão diferente de uma cidade para a outra? A chuva nos poemas de Philip Larkin será muito diferente da dos versos de Pessoa? Com certeza que sim. A ideia é boa, é.

 

Adenda: nem de propósito, ver este artigo no The Guardian — «Drip, drip, drip, by day and night...»

Pág. 1/8