Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LER

Livros. Notícias. Rumores. Apontamentos.

Pessoa Plural

A nova revista universitária dedicada ao universo pessoano é apresentada na próxima quinta-feira, às 18h30, na Casa Fernando Pessoa, em Lisboa, pelos seus dois diretores: Jerónimo Pizarro e Onésimo Teotónio Almeida. Editada pelo Departamento de Estudos Portugueses e Brasileiros da Brown University, o Centro de Estudos Portugueses da Universiteit Utrecht e pelo Departamento de Humanidades e Literatura da Universidad de los Andes (onde existe uma Cátedra do Instituto Camões, a Cátedra Fernando Pessoa), a «Pessoa Plural acolhe propostas de publicação de investigadores de todos os países e nacionalidades, interessados pela vida e a obra de Fernando Pessoa, pela dos seus contemporâneos e pela edição de autógrafos modernos. Para além de artigos, sujeitos a arbitragem científica, a revista publica igualmente entrevistas e recensões críticas, mas somente as que forem directamente pedidas pela direcção. Os números editados de Pessoa Plural estarão disponíveis em linha e terão uma secção dedicada à apresentação de textos inéditos ou redescobertos».

Artes da Escrita

O curso de pós-graduação Artes da Escrita que se iniciou este ano na Universidade Nova de Lisboa, coordenado por Abel Barros Baptista, vai ter segunda edição no próximo ano lectivo, estando já abertas as inscrições. A equipa mantém-se: Mário de Carvalho, Gonçalo M. Tavares e Luísa Costa Gomes, escritores visitantes, ensinarão, respectivamente Ficção Breve, Arte do Romance e Escrita para Teatro. Da própria Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, continuam Fernando Cabral Martins (Poéticas Contemporâneas), Gustavo Rubim (Arte e Ensaio), Paulo Filipe Monteiro (Escrita para Cinema e Televisão) e Silvina Rodrigues Lopes (Teoria da Literatura). A novidade é o reforço com o seminário Escrita de Comédia, que estará a cargo de Ricardo Araújo Pereira.

Prémio Príncipe das Astúrias das Letras atribuído a Philip Roth

«[A obra narrativa de Philip Roth] faz parte da grande novelística norte-americana, na tradição de Dos Passos, Scott Fitzgerald, Hemingway, Faulkner, Bellow ou Malamud. Personagens, factos e argumentos compõem uma complexa visão da realidade contemporânea que se debate entre a razão e os sentimentos, como o signo dos tempos e o desassossego do presente. Possui uma qualidade literária que se reflecte numa escrita fluida e incisiva.» Justificação do júri, reunido em Oviedo.

Caderno de Pérez-Reverte

 

Arturo Pérez-Reverte começou há poucas semanas a publicar as notas do seu próximo romance em novelaenconstruccion.com. «Seguirán en los próximos meses, sin método ni periodicidad fija, algunas de mis notas breves sobre el trabajo en curso. Se trata de una novela no histórica, empezada el 7 de enero de 2011 (aunque su origen sea muy anterior), que poco a poco parece encaminarse a su recorrido final.»

Pág. 2/2