Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LER

Livros. Notícias. Rumores. Apontamentos.

«Editorial Dias Contados»

«El conjunto es de una rara intensidad conmovida y parece próximo a grandes libros sobre ciudades, como Lisboa, de Cardoso Pires, o La forme d'une ville, de Julien Gracq. Al investigar dónde encontrar más obras del sabio turinés, he tropezado en las imágenes de Google con un Ceronetti que no me esperaba del todo: una mezcla de loco y de genio medieval. He decidido seguir leyéndolo, o investigándolo. Nacido en el 27, es poeta, filósofo, traductor, eterno articulista de La Stampa, dramaturgo, filólogo, marionetista.»

Enrique Vila-Matas, sobre o livro Pequeño infierno turinés, de Guido Ceronetti. Crónica publicada hoje no El País.

8 lições literárias na Primavera

Um curso livre de estudos avançados de Literatura, dividido em 8 sessões duplas, de Abril a Junho, é a primeira iniciativa pública do Laboratório de Estudos Literários Avançados, projectado por Abel Barros Baptista, Ana Paiva Morais, Fernando Cabral Martins e Gustavo Rubim, em fase de instalação na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Programa completo e outras informações aqui.

«A escola deveria ensinar os alunos a amar a literatura»

«Quando nós professores não sabemos muito bem como fazer para despertar o interesse dos alunos pela literatura, recorremos a um método mecânico, que consiste em resumir o que foi elaborado por críticos e teóricos. É mais fácil fazer isso do que exigir a leitura dos livros, que possibilitaria uma compreensão própria das obras. Eu deploro essa atitude de ensinar teoria em vez de ir diretamente aos romances, por que penso que para amar a literatura - e acredito que a escola deveria ensinar os alunos a amar a literatura - o professor deve mostrar aos alunos a que ponto os livros podem ser esclarecedores para eles próprios, ajudando-os a compreender o mundo em que vivem.» Tzvetan Todorov, em entrevista à revista Bravo!.

[Via Autores e Livros]