Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LER

Livros. Notícias. Rumores. Apontamentos.

Abertura com Melodia

Nove da noite, quarta-feira, e finalmente chegamos a Paraty - ainda a tempo do concerto de abertura de Luiz Melodia (fantástico...). Ruas cheias, noite quente e conversas tardias entre (e com) os escritores convidados. Horas antes, Roberto Schwarz, crítico literário brasileiro, nascido na Áustria - autor de duas obras clássicas sobre Machado de Assis, Ao Vencedor as Batatas (1977) e Um Mestre na Periferia do Capitalismo (1990) - respondia, na única sessão de ontem, a um dos grandes enigmas da literatura brasileira: sim, Capitu é inocente, ela não traiu Bentinho, em Dom Casmurro, de Machado de Assis (escritor homenageado em ano de centenário). Tiro de abertura perfeito para sexta edição da FLIP.

Paraty, 2.

 

Montagem da FLIP este ano.

 

A FLIP oferecerá também, pela primeira vez, conteúdo em vídeos. Para isso, contará com um canal no YouTube, que divulgará on demand  trechos de Mesas da Tenda dos Autores e de eventos previstos na programação da Flipinha e da FLIP Etc.
 
Destaque, ainda, para as «colectivas» de Lucrécia Martel, Fernando Vallejo, Tom Stoppard, Ingo Schulze, Cees Nooteboom, Alessandro Baricco, Pepetela, Zöe Heller, David Sedaris, Neil Gaiman e Pierre Bayard.

Pág. 11/11